Pico do Baepi – Ilha Bela (SP)

O pico do Baepi é considerado o principal ou o mais famoso pico de Ilha Bela, com seus 1.048 m de altitude, mostra-se imponente perante o canal de São Sebastião. Nome de origem tupi, cuja palavra significa: coisa raspada, pelada. É possível avistá-lo por vários pontos da ilha e também por quase toda a orla das cidades de São Sebastião e Caraguatatuba. Além das belas praias e cachoeiras, o pico do Baepi tornou-se uns dos princiais pontos turisticos da ilha.

A trilha

O acesso à trilha se faz pelo centro, seguindo a avenida Pricensa Isabel, através da praia Perequê. Segue-se em frente e após atravessar uma pequena ponte, vira-se à direita na rua Araponga (antes da igreja). Assim que contornar a rua, basta seguir em frente, com alguns contornos leves à esquerda e direita que logo comecará as subidas. Seguir sempre em direção ao pico (subindo), serão duas subidas bem acentuadas até o final da rua (tipo um platô meio desnivelado), mas não para por aí, chegando neste local você irá encontrar uma pequena entrada à esquerda, também ingreme, um trecho de pedras bem irregulares, seguir em frente por esta entrada, onde você poderá estacionar seu carro logo adiante e a partir deste ponto, será o inicio do seu acesso à trilha, até o Pico do Baepi.

A trilha começa subindo um morro descampado, cujo único acesso de agua se faz por ali, logo no inicio à direita. A caminhada até o mirante é bem tranquila, apesar do mato alto e fechado, a trilha é bem demarcada.

Atenção: Logo no inicio, você irá se deparar com uma bifurcação, uma subida logo à direita, mantenha-se em frente, você irá encontrar uma placa informando o caminho para o Pico do Baepi, a trilha à direita irá te levar para outro lugar. (Cachoeira do Bananal)

Dica: Utilize alguma proteção para pernas e braços, como calças compridas, calças-bermudas, perneiras, meias longas, etc. No começo, você irá atravessar uma parte de mato, espécie de um capim alto (Sapezal), quase que fechando a trilha e a vestimenta correta ajudará a evitar possíveis cortes.

Já no mirante, um grande platô descampado já é possível avistar todo o canal de São Sebastião, a vista para o mar impressiona e do pico também. A partir deste ponto até a entrada na mata o trajeto é tranquilo, praticamente um percurso em linha reta, assim que chegar próximo as árvores, que dá acesso ao pico, você se deparar com uma placa, informando alguns detalhes sobre a trilha, mais alguns trechos e logo começam as subidas, dai em diante não para mais, aí é subida, subida e subida…existem alguns trechos de descanço, mas no geral é só subida.

Neste ponto dentro da mata a trilha é bem demarcada, existem placas em alguns trechos informando a altitude. corrimãos feitos de bambus e escadas, com pequenas toras de madeiras, quase que um passeio no bosque, mas não se engane, a subida requer bastante esforço, pois o local é bastante úmido e o aclive é bem acentuado.

Chegando próximo ao cume existe uma escada (à direita), feita de madeira, que dá acesso, vamos dizer que ao “pico”, só que não, um pouco mais à frente, próximo a uma placa velha de madeira (também à direita), existe também uma escada à esquerda, que para chegar ao famoso pico do Baepi é necessário descê-la.

Após alguns trechos, se chega ao local de onde é possível ter uma vista espetacular, praticamente de todo o canal de São Sebastião e praias da região, coisa do tipo: Po#@a que doidera!! Uma grande pedra descampada que de um lado se tem a imensidão da ilha e do outro o mar…ficaria o dia todo só contemplando a paisagem.

Voltando um pouco na trilha, subindo a escada à direita até a placa velha, se seguir em frente (ao invés de descer a escada à esquerda) chegará até um descampado que se não prestar atenção, achará que ali já é o ponto final, mas não é, pois deste local não se enxerga quase nada do mar, mas também é um lugar legal, existem algumas pedras que se subirem se tem a vista de outros picos e também um panorama completo sobre outro lado da ilha, vale a pena!!

Tempo de percurso: A placa no inicio da trilha indica que o tempo de percurso de ida e volta são de aproximadamente 6h00, quando fomos fizemos em menos. Apesar do tempo não ser muito longo a subida é puxada, no entanto, tudo vai depender do preparo fisico e pisicologico.

Distância: Aproximadamente 7,4 km ida e volta.

Água: Levem pelo menos uns dois litros de agua na mochila e para quem costuma beber mais, uma garrafinha adicional ou um isotonico, pois a umidade pega bastante! Como mencionado o único ponto de água é no começo da trilha então, não vacile!

Acampamento: Dizem que é proibido e particularmente não recomendo, no entanto, na parte descampada à direita do pico é possível montar umas duas, no máximo três barracas, quando estive lá, encontrei marcas de fogueira no chão e consequentemente lixo, bom não preiso dizer mais nada, se for acampar, independente de qual pico for, evite fazer fogueiras e traga sempre o lixo de volta.

É isso ae galera, boa trilha e até próxima!

T&T – Mais trilhas e montanhas pra você

 

 

 

Comente com Facebook

Saiba mais sobre o autor: Antonio Martins