Terra Ronca

Cavernas de Terra Ronca

Por Daniele Oliveira

Localizado a 400km de Brasilia,  o Parque Estadual Terra Ronca possui 54 mil hectares compõe o maior complexo de cavernas da America latina,  com acesso pelo Município de São Domingos e Guarani de Goiás.

A região é de cerrado, rica pela preservação dos animais ali presentes e formações calcárias, grutas, colinas, morros, cachoeiras e águas cristalinas.
A região possui vários sistemas de grutas, que têm em comum as galerias quilométricas e o grande volume dos cursos d’água.
Para ter acesso as trilhas é necessário que o guia esteja presente, devido a grande extensão das cavernas e em algumas partes dela ser de plena escuridão, atravessando amplos salões hora se arrastando por lugares estreitos, havendo trechos secos e alguns outros a travessia segue-se pela água dos rios que cortam o parque.
Percorrendo as trilhas ao passar pelas clareiras durante a travessia, as estalactites iluminadas pela luz do sol chama atenção em todo momento .
A maior parte das trilhas são de dificuldade média.
Entre as cavernas mais visitadas e disponíveis para visitação estão: Terra Ronca, Angélica, São Mateus, São Vicente e Lapa do Bezerra.
No parque também é possível fazer rapel e apreciar a beleza das cachoeiras das Palmeiras e São Bernardo, além de fazer trilhas e apreciando a paisagem na subida do Morro do Moleque.

Tempo médio das trilhas

Terra Ronca I
Nível de esforço médio;
900 metros de caminhada;
3hs de passeio.

Terra Ronca II
Nível de esforço médio;
Duração média de caminhada de 7hs;
Para chegar a outra extremidade, uma parte desta trilha a travessia é feita por dentro do Rio da Lapa;
Caminhada de mais ou menos 1 quilômetro.

Caverna Angélica
Segue em uma trilha leve á beira rio;
São em média 14km de caminhada, com teto mais baixo e paredes mais fechadas.

Caverna São Bernardo
Nível de esforço alto;
Duração em média de 3hs;
Boa parte do percurso é feito na água, pois em seu interior passam os rios São Bernardo e o Palmeiras.

Caverna São Mateus
Nível de esforço alto;
É maior caverna do Parque Estadual de Terra Ronca e a terceira mais longa do Brasil;
Conta com 24 km de extensão;
Caminhada de 4km para encontra-la;
Percurso ingreme e o acesso é por uma estreita fenda.

Caverna de São Vicente
Conta com 12 cachoeiras e é a mais radical, pois pode se acessa-la por uma descida de rapel com aproximadamente 40 metros de altura que corre no interior da caverna.

Cachoeira da Palmeira
Além da cachoeira, conta com uma uma límpida piscina natural.

Recomendações:

*Um período não apropriado para estes passeios são entre Novembro e Fevereiro, devido aos períodos chuvosos onde os rios sobem e a grande quantidade de chuva acabam criando correntezas e invadindo o interior da caverna.

Como chegar:

De carro
Acesso rodoviário é feito pelas BR-060 e BR-020;
De Brasília, seguindo pela BR-020, o caminho é por Formosa, Alvorada do Norte e Posse;
Em Posse, deixa-se a BR-020 em direção a Guarani de Goiás;
O Parque de Terra Ronca fica a aproximadamente 40 km de Guarani de Goiás;
O caminho é todo feito em estradas de terra e é assim aonde toda a aventura começa!!

De ônibus
Rodoviária de Brasilia para Posse/GO;
De Posse/GO até Terra Ronca são 90km;
La pegar para Guarani de Goiás e depois seguir pra São Domingos/GO.

Onde ficar:

Os locais são simples e bem acolhedores
com comidas caseiras e em sua maioria em fogão a lenha.

Guia e Pousada Terra Ronca
(62) 34292929 / (62) 99814-9702

Guia e Camping Ramiro
(62) 99666-2767 / Vivo(62) 3439-6023

Para os mais aventureiros:
É permitido montar a barraca e acampar no interior da primeira caverna, não sem antes ouvir instruções e dicas dos guias autorizados!!

*Vale ressaltar que por la há pouco sinal de celular

Pra quem curte cachoeiras, vale apena tirar uns dias a mais e conhecer Alto Paraíso e Cavalcante, estes locais são conhecidos por suas lindas cachoeiras!!

Aprecie e aproveite!!

Comente com Facebook

Saiba mais sobre o autor: admin