Trilha Salkantay – 5 dias e 4 noites (parte6 – Quarto Dia)

Dia 04: Águas Calientes

Depois de uma noitada “leve” em Santa Teresa, nada melhor que “coca tea” para se recuperar. Neste dia levantamos por volta das 7h da manhã, diferentemente dos dias anteriores. A galera que comprou o passeio do ZipLine (a maioria), estava a espera da Van que os levariam também até o ponto de encontro, enquanto nós e mais um casal de ingleses, estávamos nos preparando para mais uma pegada forte de caminhada de baixo de um puta sol rumo a entrada principal que da acesso à trilha, isso sem falar que estávamos todos zuados com os pés inchados, bolhas, etc. Pois bem, até que um determinado momento, surgiu uma alma “caridosa” (Jorge – um dos guias) nos oferecendo, por uma bagatela de 15 soles cada, uma “carona” até o ponto de encontro com o resto do pessoal, ali também seria o nosso banquete antes de partirmos, na caminhada, até a cidadela de Aguas Calientes.

Detalhe importante: Neste momento, a caminhada é realizada com todas as nossas bagagens, as que já estavam com a gente e mais aqueles 5 quilos que as mulas carregaram durante todo esse período, ah outro detalhe, também seria se não tivéssemos pago o traslado desde a saída do acampamento.

Dica: Vale a pena negociar junto com os guias essa “caroninha” ou pegar um ônibus até a hidrelétrica, pois o percurso, que é praticamente a metade do caminho é realizado toda por estrada, concorrendo com carros, caminhões, pó, entre outras coisas mais. Nosso casal de amigos (o casal inglês), resolveu não pegar a carona e seguiram na caminhada desde a saída do acampamento em Santa Teresa até o ponto de encontro, quando chegaram calculamos um percurso de aproximadamente 2h30, tirando o fato que eles andam bem rápido, até que esse rolê não seria tão puxado!

Almoçamos e partimos para a famosa linha do trem, detalhe, não confundir a linha de trem da parte baixa com a parte alta, a trilha que leva até Aguas Calientes, é a parte alta, é necessário pegar uma pequena trilha, cuja a subida é bem ingreme e chegar até a linha do trem, dai em diante é só pegar o sentido para Aguas Calientes e seguir em frente. Durante o percurso vocẽ se depara com os trens indo e vindo e em um determinado momento da trilha também é possível avistar os picos das montanhas machu picchu e huayna picchu, sem falar das belezas naturais ao longo do caminho, Show de bola! Para variar, mosquitos, muitos mosquitos!

   

Detalhe: Não existe outra forma de chegar à Aguas Calientes sem ser por trem, ou seja, ou você pega o trem, cujo valor é bem salgado, em torno de uns US$ 75 dólares ou você entra na onda e vai de caminhada curtindo a natureza!! Não esquece que tem a volta….rs, mas essa viemos de trem!!

  

Chegando em Aguas Calientes você se depara com uma cidadezinha bem bacana, aconchegante e turística. Desde a saída da Hidrelétrica (ponto de encontro) o percurso todo deu aprox. umas 2h30. Neste 4 dia dormiríamos em hostel, pra mim um hotel 5 estrelas, com direito a banho quente (Infelizmente não tivemos essa sorte), cama e internet, nosso brother Diego que o diga, estava quase tendo um ataque emocional devido a falta da internet (sabe como é, namorico novo é foda…rs)

Para finalizar, a noite, saímos pra jantar, que por sinal em um restaurante muito bom, comida à la carte, carnes, peixes, massas, caldos, você escolhia um prato (incluso no pacote) e a bebida à parte. Logo após a refeição pegamos os nossos tickets e fomos instruídos sobre os detalhes do dia seguinte, sobre a entrada à cidade perdida, sobre as escadarias, as montanhas huayna picchu e machu picchu, recomendações e o retorno.

Dica: Comprem e levem coisas para comer e beber em Machu Picchu, pois lá você pagará uns 10 a 15 soles a garrafinha de água, fora os salgados e lanches…

Confira aqui todas as nossas fotos deste quarto dia.

 Informações técnicas:

  • Altitude máxima: 1.972 m.a.s.l (Meters above sea level)
  • Altitude mínima: 1.680 m.a.s.l (Meters above sea level)
  • Distância: Aproximadamente 15 Km
  • Tempo de Percurso: Aproximadamente 5 a 6 horas
  • Refeições: Café da manhã, almoço e jantar (Restaurante)
  • Pernoite: Hostel

T&T – Mais trilhas e montanhas pra você!

Comente com Facebook

Saiba mais sobre o autor: Antonio Martins