Machu Picchu

Trilha Salkantay – 5 dias e 4 noites (parte7 – Quinto Dia: Machu Picchu)

Dia 05: Machu Picchu

Nossa aventura começou no dia 26 de agosto de 2015, e o objetivo principal, que seria a cidade perdida Machu Picchu só se completaria no dia 30, pois escolhemos a Salkantay Trek de 5 dias e 4 noites. Acordamos 5 horas da manhã nesse dia, cansados por conta do longo trajeto, cerca de 60km de extensão, onde passando por diversos tipos de montanhas, vegetações e climas. Começava então mais um dia árduo, mas muito compensador, pois o que se vê lá em cima do alto da montanha, é inexplicável, e só pode sentir essa “Vibe” e ver a maravilha real que é esse lugar, quem esteve lá.

Entrada de Machu Picchu

Entrada de Machu Picchu

Caminhamos cerca de 30 minutos até os portões de Machu Picchu, que abrem às 06:00 e sabíamos que a fila era grande, quanto mais tarde, mais fila enfrentaríamos. Um agente que controla a cidade, confere o ticket de acesso e identidade, permitindo então a entrada à cidade. Todos muitos felizes e muitos animados porque estavam prestes a conhecer umas das mais cobiçadas montanhas do mundo, passamos por uma ponte e logo começaria a longa escadaria, que parece não ter fim. São aproximadamente 40 a 50 minutos subindo os degraus. Recomendável levar uma lanterna, um corta vento, água, suco, barra de cereal, fruta, lanche, bolachas, protetor solar, repelente, e é claro uma câmera para registrar todos os momentos.

Existe uma alternativa para quem não quer subir essas centenas de degraus, podendo comprar uma passagem de ida e volta, ou apenas ida ou volta. O valor é de $12.00 somente ida ou volta, e $24.00 ida e volta. O pacote que contratamos na agência Loki Travel (Loki Hostel), já estava incluso o guia em Inglês ou Espanhol juntamente com seu auxiliar, que por sinal foram muito prestativos e bem divertidos, inclusive vou deixar aqui meus parabéns para eles, Felipe e Juan Carlos, com certeza recomendo essa agência e esses dois guias.


Tivemos em torno de 2 horas de visita com o guia contando toda a história de Machu Picchu, e isso é extremamente recomendável, seria uma experiência vazia conhecer essa linda cidade e não saber como, quando e por qual motivo foi construída.

RuinasAs construções são perfeitas, e como diz na história, as pedras originais realmente são bem diferentes das pedras utilizadas na reconstrução, mas não deixa a desejar. É constante a preservação do local, existem diversos cuidados com aquela cidade. Ela foi elevada à categoria de Património mundial da UNESCO, tendo sido alvo de preocupações devido à interação com o turismo por ser um dos pontos históricos mais visitados do Peru.
260-IMG_20150830_145744527

Assim que os guias terminaram, resolvemos tirar o tempo restante para fazer fotos, vídeos e explorar melhor a cidade, é uma cidade muito impressionante, com belas paisagens, cenários estes jamais vistos em outros lugares, então aproveite esse tempo, e se possível suba a Machu Picchu Mountain ou Huayna Picchu (Wayna Picchu).

 

TRILHAS ALTERNATIVAS

250-IMG_20150830_124033573244-IMG_20150830_122224750249-IMG_20150830_123954745

 

 

 

 

 

Subimos a Machu Picchu Mountain, porque os tickets para Huayna Picchu já estavam esgotados, pois é necessário comprar o ticket de acesso com antecedência. O valor do ticket para Machu Picchu Mountain é de $5.00 e para a Huayna Picchu $10.00. O que não sabíamos é que para chegar ao topo, seria necessário muita energia e resistência, pois é bem cansativo, mas vale muito a pena.

Foram 1 hora e 20 minutos e muitos degraus para chegar em um cenário maravilhoso que é aquele lugar, a vista é inigualável, e você consegue imagens impressionantes, e a mais de 3.000 metros de altitude,
é possível ver a cidade em seu formato de Condor. Não esqueça do repelente e protetor solar, porque ao longo do caminho aparecerão vários mosquitos para “tirar a sua paz” e mesmo que não esteja sol, o mormaço vai judiar da sua pele. Ficamos no pico por algumas horas registrado todo o momento e apreciando a natureza. A descida como sempre “ajuda” bastante os joelhos, no meu caso, eu prefiro subida. Partes da escadaria é perigosa, então vá como muito cuidado, afinal você estará a 3.000 metros de altura, então todo cuidado é pouco. O retorno foi tranquilo, o tempo percorrido foi de 1:30h aproximadamente.

O horário de visitação é das 6:00 às 17:00h, então é possível conhecer toda a cidade e ainda fazer uma das trilhas alternativas. Optamos pela compra do retorno antecipado, pois o horário padrão do trem é 21:30h, e chegaríamos muito tarde em Cuzco. Existe duas opções de horário, 16:22h por $12.00 e 18:45h por $7.00, esse valor é pago no ato do contrato.

INFRAESTRUTURA

O local oferece uma boa infraestrutura, então não se preocupe, você não irá morrer de fome e sede, próximo ao portão de acesso, existem restaurantes e máquinas de refrigerante e salgadinhos, então leve algumas moedas caso ache necessário, ou senão, cartão e dinheiro para gastos maiores.

CLIMA

O clima de Machu Picchu não foge às características de toda a região dos Andes Peruanos. Há somente duas estações distintas: a estação das chuvas, que vai entre setembro e abril, e estação seca, que vai entre maio e agosto. Porém, Machu Picchu está próxima da parte peruana da floresta amazônica e, por isso, há a possibilidade de chuvas durante todo o ano. Nos dias mais quentes, a temperatura pode chegar até os 26ºc. No período mais frio, entre junho e julho, a temperatura chega a atingir –2ºc. A temperatura média anual é de 16ºc. Fonte: www.perutrilhainca.com

189-IMG_20150830_085100356 165-IMG_20150830_080053792_HDR 184-IMG_20150830_084948293

 

 

 

 

DADOS TÉCNICOS:

  • Distância: 2,0 Km
  • Tempo de subida: aprox. 1h (2 mil degraus)
  • Altitudes: 2.400 m (Machu Picchu) a 3.082 m (Machu Picchu Mountain) e 2.720 m (Huayna Picchu)
  • Formação do grupo: 24 integrantes (19 turistas, 2 guias, 1 cozinheiro, 2 ajudantes)
  • Nível de dificuldade: Média
  • Temperaturas: -2 ºC a 26 ºC (Média anual de 16ºc)
  • Duração: 5h a 10h
  • Quantidade de água recomendada: 1 a 2,0 litros para o dia.

MAIS FOTOSAcesse nosso álbum do 5º dia clicando aqui.

T&T – Mais trilha e montanhas pra você.

Comente com Facebook

Saiba mais sobre o autor: Diego Santos

Diego Santos é Gestor de Ti, Músico e adepto de esportes e aventuras.